sábado, 10 de julho de 2010

O Estágio

A primeira semana de estágio foi muito difícil para mim, principalmente no primeiro dia, fiquei muito nervosa e não sabia muito o que fazer, estava muito preocupada em fazer tudo certinho. Organizei com minha companheira de estágio todos os passos a ser seguido não foi fácil fiquei um pouco perdida, pensei que não dávamos conta, mais enfim deu tudo certo. Foi um dia muito especial e que jamais esquecerei.
E assim durante toda a semana buscávamos descobrir a melhor forma de trabalhar com a turma. A cada dia uma descoberta nova... E assim a semana foi passando e nos acostumando com a turma que não era fácil, conversava muito eera muito indisciplinada.
Início do estágio



A segunda Semana

Já mim sentia mais segura e bem a vontade com a turma. O trabalho fluía melhor e conseguíamos trabalhar os conteúdos de forma mais significativa. O projeto elaborado para ser aplicado no estágio nos deu suporte para que tudo fluísse bem. Durante a aplicação do projeto os alunos aproveitavam de forma significativa. Durante as aulas de geografia, Ciência e história tínhamos muito mais dificuldade, a sala ficava muito inquieta os alunos brigavam muito, ou seja, não prestavam muito atenção. Como contornar essa situação? Buscamos outra forma de passar o conteúdo, a TV pendrive foi a nossa salvação e assim durante as aulas de geografia, ciências e história começou a dá certo os alunos gostavam dos vídeos que buscávamos para realização das aulas. Esta descoberta nos fez caminhar melhor durante as outras semanas.


Terceira e última semana

Apesar de estar muito cansada o estágio estava muito prazeroso, já mim sentia parte da turma, tudo estava dando certo, na terceira semana já tínhamos um controle melhor da situação e até nos divertíamos com a turma. Assim pensar o meu próprio processo de estágio supervisionado, implica pensar o Curso de Pedagogia como um processo de formação de profissionais da educação. Entendendo que esta é uma experiência peculiar, porém não desvinculada de um contexto social, político, cultural e pedagógico mais amplo.

Desta forma o período de regência me oportunizou constatar também que a prática docente é repleta de desafios na qual se faz necessário um embasamento de conhecimentos associados à pesquisa constante e reflexão como forma de tentar superar as dificuldades encontradas. Nesse sentido, busquei refletir sobre a minha prática tentando descobrir novos caminhos para que o meu trabalho pudesse ser desenvolvido da melhor forma, e acima de tudo propiciando condições de aprendizagem significativa para a turma.

Durante a minha caminhada no estágio pode perceber que Prática de Ensino e o estágio não garantem uma preparação completa para o magistério, mas possibilita que o futuro educador tenha noções básicas do que é ser professor nos dias atuais, como é a realidade dos alunos que freqüentam a escola, entre outras. Essa oportunidade de observação e reflexão sobre a prática me permitiu como aluno/estagiário reafirmasse a minha escolha pela profissão.

Assim as quatro semanas de estágio foram sem dúvida marcada por grandes aprendizados. Nesse sentido o estágio apareceu como um momento não só da prática, mas principalmente como uma articulação e mobilização de diversos saberes teóricos construídos ao longo do curso.

Desta forma os conhecimentos e as atividades que constituem a base formativa do curso também são essenciais, possibilitaram ao aluno/estagiário apropriar-se de instrumentais teóricos e metodológicos para compreender o sistema educacional e fazer uma futura reflexão. Entendemos que o professor é um profissional que detém saberes de variadas matizes sobre a educação e tem como função principal educar crianças, jovens e adultos.

Por isso, o ‘saber profissional’ que orienta a atividade do professor insere-se na multiplicidade própria do trabalho dos profissionais que atuam em diferentes situações e que, portanto, precisam agir de forma diferenciada, mobilizando diferentes teorias, metodologias, habilidades. Dessa forma, o ‘saber profissional’ dos professores é constituído não por um ‘saber específico’, mas por vários ‘saberes’ de diferentes matizes, de diferentes origens, aí incluídos, também, o ‘saber-fazer’ e o saber da experiência.

Desta forma, a postura reflexiva não requer apenas do professor o saber fazer, mais que ele possa saber explicar de forma consciente a sua prática e as decisões tomadas sobre ele e perceber se essas decisões são as melhores para favorecer a aprendizagem do seu aluno, pois segundo Perrenoud (2002), ensinar é, antes de tudo, agir na urgência, decidir na incerteza.

Nesta direção, é preciso defender um processo de formação de professores em que as escolas sejam concebidas como uma instituição essencial para o desenvolvimento de uma democracia crítica e também para a defesa dos professores como intelectuais que combinam a reflexão e a prática, a serviço da educação dos estudantes para que sejam cidadãos reflexivos e ativos (GIROUX, 1997).

O ENCERRAMENTO

Foi um memento de muita expectativa e também muito difícil para mim, tinha que conciliar trabalho, faculdade além de ensaiar com a turma apresentação que íamos realizar no encerramento, mas apesar de toda a dificuldade tudo deu certo. A culminância do projeto que orientou o estágio supervisionado foi em forma de exposição de alguns compositores musicais e com apresentações de algumas musicas trabalhada durante o mês com os alunos, além de exposições de trabalhos produzidos pelos alunos,cada sala apresentou seu Gênero Musical escolhido e seu cantor homenageado. Foi escolhido um aluno para fazer a apresentação do Gênero Musical escolhido, em seguida cada sala fez sua apresentação musical de acordo com o gênero musical que escolheu, a apresentação musical girou em torno de Coreografia, dança e canto, apresentando o resultado da intervenção “Cantando também se aprende”.

6 comentários:

  1. Oi Ivonélia,

    Você trouxe excelentes reflexões sobre a sua vivência na escola campo de estágio e sobre a sua formação nesse período. Fez uma meta análise do seu processo formativo e buscou pesquisar a sua prática docente. Apesar de um pouco calada, você faz a "coisa" acontecer. Demostrou compromisso com a escola pública e deu o melhor de si. Muito bem!

    Socorro Cabral

    ResponderExcluir
  2. muito bom,estou passando por isso agora e confesso que estou com medo de enfrentar uma turma com um profissional dá área me supervisionando...

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo conteúdo. Estou no estágio e bastante preocupada,rs.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Ivonélia!!! Estarei iniciando meu estágio amanhã e, confesso que estou um tanto ansiosa e preocupada mas, após ler o seu ralatório me sinto mais segura e inspirada. Tomara que de tudo certo...

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Adorei seu relato. Estágio, seja em qual for a profissão é sempre uma experiência inesquecível. Ainda me lembro que no meu estágio tive de entrar em sala de aula porque havia faltado professor. Pensa num desespero.

    Um abraço.

    Ana Paula
    Dieta alimentar para diabeticos

    ResponderExcluir